//  BAIXADA  //
 

Hospital Duque de Caxias é reaberto após seis anos

 

Leia também...

 
 
  


Por seis longos anos a população de Duque de Caxias conviveu com o fechamento do Hospital Duque de Caxias, no bairro Senhor do Bonfim, no primeiro distrito. Considerado referência em termos de atendimento, a unidade de saúde deixou de funcionar em 2008 quando foi interditado pelo Conselho Regional de Medicina. Desde então, a reabertura era um sonho não só de quem reside no bairro, mas de tantos outros como Engenho do Porto, Prainha, Centro, Centenário, Periquitos, Olavo Bilac, Corte 8, Gramacho, sem contar pacientes oriundos de
Belford Roxo, São João Meriti e até mesmo do Rio de Janeiro que muitas vezes recorreram ao atendimento médico daquele hospital.
Depois de muita espera, a Prefeitura de Duque de Caxias inaugurou, no último sábado (30/08), a primeira etapa da obra do hospital, em solenidade que teve a presença do prefeito Alexandre Cardoso, acompanhado da primeira-dama e secretaria de Ações Institucionais e Comunicação, Tatyane Lima, do vice-prefeito Laury Villar e do secretário de Saúde, Camilo Junqueira.  A unidade começará a funcionar a partir do dia 8 de setembro, já que este período servirá para a calibragem de equipamentos, esterilização e outros ajustes necessários para que o hospital possa atender aos pacientes de forma adequada.
Ex-diretor do hospital, o prefeito Lembrou a importância da unidade para Caixas. “Tenho orgulho de estar inaugurando a primeira etapa do Hospital Duque de Caxias. Foi aqui que fiz o meu primeiro parto e a primeira cirurgia. O governo federal liberou a verba para toda a obra, no entanto, decidimos que não seria justo esperarmos o término total para inaugurar o Duque. Optamos por entregar esta primeira etapa e no final do ano ou início de 2015 tudo estará concluído, inclusive com o serviço de emergência funcionando e a internação de curta duração”, destacou o prefeito Alexandre Cardoso.
“Estamos implantando uma nova cultura na saúde de Caxias. As unidades de Saúde da Família (USF) irão atender os casos menos graves. Por isso, temos trabalhado para ampliar a rede básica de saúde, pois é cuidado na ponta que poderemos utilizar o Hospital Duque de Caxias e o Hospital Moacyr do Carmo para casos complexos” disse o prefeito.
Após a solenidade de inauguração, o prefeito Alexandre Cardoso acompanhou vários grupos de moradores para conhecerem as novas instalações. “Vamos atender aos caxienses e moradores de municípios vizinhos, entretanto iremos cobrar do Ministério da Saúde o pagamento da fatura. Esta é a primeira vez que um município adota este procedimento, o que não podemos é ficar com esta conta”, revelou o prefeito.
O secretário de Saúde do município, Camillo Junqueira explicou que a entrada em funcionamento da policlínica somente no dia 8 de setembro é necessária. “Será preciso fazer ajustes nos equipamentos o que demanda um tempo, assim como precisamos preparar as equipes médicas para o início do atendimento aos pacientes. Quando a obra estiver completa e todos os setores funcionando plenamente, o que deve acontecer até o início do próximo ano, a policlínica terá um setor de emergência 24 horas”, garantiu.
  
Fim da espera e emoção
Segundo a Defesa Civil, aproximadamente 600 pessoas visitaram o hospital durante a inauguração neste sábado. Entre elas, uma ex-funcionária que trabalhou na unidade de saúde durante 32 anos. Ilda Barros da Silva, de 76 anos, não escondeu a emoção ao ver o local totalmente reformado.
“Estive presente na primeira inauguração do hospital Duque há mais de 30 anos e fiquei até o seu fechamento em 2008. Tínhamos muita dificuldade, já cheguei a fazer partos fora das salas. Hoje estou no céu, está tudo maravilhoso. Se eu tivesse idade, teria o maior orgulho de voltar a trabalhar aqui”, elogiou a aposentada.
Nascido e criado no Centenário, Ezequiel Cruz, de 56 anos, esperou ansioso para entrar no hospital e conferir de perto a realização de um sonho para a população. “Estou muito satisfeito com o trabalho mostrado até agora. O hospital é fundamental para região. Além de aumentar a autoestima dos moradores, é uma segurança para o pai de família que tem o serviço público como um porto seguro”, destacou o militar reformado do Corpo de Fuzileiros Navais.
"Ficou bonito e muito útil, esperamos que com bom atendimento. Sou morador do bairro, e tinha dificuldade no deslocamento para os PAMs. Dia 8 já estarei aqui para marcação de exames", destacou a demonstradora Gisele Medeiros, de 32 anos, moradora do bairro Senhor do Bonfim. 

Atendimento
Quando o hospital começar a funcionar no dia 8 de setembro, os atendimentos serão feitos no terceiro e quarto andares. A unidade terá nesta etapa, 250 médicos e 123 consultórios. Entre as especialidades oferecidas estão:
1) Pediatria (Cardiologia, Gastroenterologia, Endocrinologia, Nefrologia, Pneumologia, Neurologia, Odontologia, Otorrinolaringologia, Nutrição, Oftalmologia, Psiquiatria, Dermatologia, Diabetes, Ortopedia, Ginecologia, clínica do Adolescente e Cirurgia Pediátrica)
2) Adulto (Cardiologia, Gastroenterologia, Endocrinologia, Pneumologia, Nefrologia, Neurologia, Odontologia, Psicologia, Oftalmologia, Psiquiatria, Angiologia, Proctologia, Diabetes, Ortopedia, Ginecologia, Pré- natal, Urologia, Cirurgia geral)
3) Exames de Laboratório, Eletrocardiograma, Espirometria, Eletroencefalograma.
4) Farmácia (Dispensação de medicação).
Já a segunda etapa está prevista para o início do próximo ano. Quando o Hospital Duque de Caxias estiver em funcionamento, a previsão é de atender diariamente 1.800 pacientes em diversas especialidades médicas.

 
 



P U B L I C I D A D E