//  BAIXADA  //
 

Cuidadores da Casa Abrigo fazem capacitação

 

Leia também...

 
 
  


Cuidadores que trabalham na Casa Abrigo Andrea Guimarães, mantida pela Prefeitura de Mesquita, participaram ontem de uma capacitação promovida por funcionários da Secretaria de Assistência Social (Semas). O objetivo foi mostrar a importância do trabalho desenvolvido pela instituição e despertar a sensibilidade da equipe para que eles enxerguem os abrigados de forma mais humana e tenham persistência para prosseguir com o trabalho de resgate social. A subsecretária de Assistência Social, Selma Rocha, participou da reunião.
"Somos 22 funcionários entre psicólogos, assistentes sociais e equipe técnica, para cuidar de 34 abrigados. Se, ao longo de um ano, nós conseguirmos resgatar dois ou três já teremos uma grande vitória", ressaltou a gerente Andreia Pires.
Ela explicou ainda que existem nove vagas para mulheres e 25 para homens, que sempre são a maioria em situação de rua e que eles chegam ao local por vontade própria, através da abordagem noturna que a prefeitura faz pelas ruas da cidade, ou são encaminhados pela Semas.
Antes disso eles passam pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e vão para o abrigo, onde ficam por tempo indeterminado até que sejam inseridos no mercado de trabalho e tenham condições de voltar a se sustentar ou que voltem a contar com o amparo da família. A assistente social Carla Cristina Ramos apresentou vídeos motivacionais e conversou com os cuidadores sobre os problemas enfrentados até que a pessoa volte a ser incluída na sociedade.
"Temos muitos casos de abrigados que se recuperam de alcoolismo, por exemplo, voltam a trabalhar, mas passam por recaídas, justamente pela dificuldade que encontram de acreditar em si mesmos. O conceito de rua, de estar excluído é tão arraigado, que eles acreditam que aquilo não é mais para eles, e é justamente nessa hora que precisamos ajudar e nunca desistir", ressaltou.
A casa abrigo conta com apoio da Secretaria de Obras e Serviços Públicos, que tem encaminhado pessoas para o mercado de trabalho e de instituições que trabalham com a recuperação de viciados em álcool ou drogas.

 
 



P U B L I C I D A D E